artistas, trabalhadores de diferentes setores também sofrem os impactos financeiros provocados pelo cancelamento da festa. O presidente da UPB concorda que o cancelamento das festas juninas assim como a suspensão do transporte intermunicipal e outras medidas publicadas em decretos estaduais foram necessárias para reduzir os índices de contaminação pelo coronavírus em toda Bahia. Ele destaca que existe uma expectativa em relação ao São João de 2022 a partir da chegada da vacina os baianos.  Assim como no ano passado a orientação das autoridades é que os amantes do Forró e do São João não esqueçam da canjica, do licor e nem da música, mas aproveitem a festa dentro da segurança de casa.

Fonte: Agência Brasil