Além disso, 20 pessoas estão na fila à espera de um leito de UTI.

Dados constam no sistema Regula RN, que monitora instantaneamente a ocupação dos hospitais no estado.

A Região Metropolitana de Natal tem 96% dos leitos da rede pública ocupados.

Os dados estão na plataforma Regula RN, que monitora ao vivo a ocupação dos hospitais do estado, e foram consultados às 19h30 desta sexta-feira (22).

Taxa de ocupação da Região Metropolitana é de 96% Regula RN A região Oeste também tem número elevado: são 91,3% dos leitos críticos e clínicos ocupados, enquanto o Seridó tem 47,1%.

MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Memorial das vítimas: conheça a história de potiguares que morreram com a doença A situação é preocupante, segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), e significa que o sistema de saúde pode estar próximo de um colapso.

"Estamos abrindo leitos, mas se não aumentar o isolamento social, vamos chegar ao colapso em breve.

A sociedade tem que fazer valer os decretos e as orientações.

Cada um é responsável por isso.

A administração pública pode fazer muita coisa e está fazendo, mas, efetivamente, quem faz acontecer o isolamento é cada um de nós", falou Petrônio Spinelli, secretário adjunto de saúde.

A fila da regulação - que representa as pessoas que estão aguardando internação em leitos específicos para Covid-19 - tem 20 pacientes com prioridade 1 (UTI), 14 com prioridade 2 (semi-uti) e 49 pessoas com prioridade 3 (enfermaria e estabilização).

Os dados também estão na plataforma Regula RN e foram consultados às 19h30 desta sexta-feira. 20 pacientes estão em prioridade 1 (UTI) Regula RN De acordo com o boletim da Sesap desta sexta-feira (22), o estado tem atualmente 420 pessoas internadas, entre casos confirmados e suspeitos de coronavírus.

Mossoró recebeu na quinta-feira mais 14 leitos de UTI com respiradores na rede pública - 2 são de estabilização e 12 são clínicos.

Leitos do hospital de campanha de Natal Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi Initial plugin text CORONAVÍRUS×